quinta-feira, junho 06, 2013

l'impact.

Tivemos uma colisão no dia em que nos vimos, nos apaixonamos, mas pra mim, não passava disso, aliás, em todas as minhas relações eu me apaixono e não passa disso, mas nesse caso, eu achei que seria diferente. Lembro que a última vez que estive em seus braços, foi na tarde em que ele foi à minha casa pra conversar comigo e sem querer teve que ouvir, olhando nos meus olhos, que eu estava com medo, porque o que eu sentia estava diferente, fraco, sumindo, eu achava que seria diferente, mas não foi. Ele deve ter passado a me odiar a partir daquele dia, suas palavras eram fixas, ele podia estar sentido ódio sim, mas ele me segurou pelos braços, me empurrou contra a parede e disse que iria voltar, que eu ia ama-lo, sempre. Aquelas palavras foram um impacto, como a presença dele na minha vida, mas ele nunca mais voltou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário